Mercado Pokémon e Blockchain

Muita gente fala sobre como o blockchain pode transformar indústrias como finanças, transporte e até mesmo governança. Mas eu queria abordar algo que, acredite se quiser, é crucial para muitos: como trocar pokémons de forma segura e transparente.

Mercado Pokémon e Blockchain

Blockchain resolvendo muito mais do que você imagina.

Apresentando o Mercado Pokémon: exemplo de Dapps rodando no Blockchain Ethereum ao vivo no evento iMasters InterCon 2016!

Utilizando Blockchain para Resolver Problemas do Dia a Dia: A Arte de Trocar Pokémons

Olá, pessoal! Hoje eu quero compartilhar algo incrível que apresentei recentemente no Blockchain Center aqui no Brasil. Muita gente fala sobre como o blockchain pode transformar indústrias como finanças, transporte e até mesmo governança. Mas eu queria abordar algo que, acredite se quiser, é crucial para muitos: como trocar pokémons de forma segura e transparente.

A Plataforma Experimental

Durante um dos workshops no Blockchain Center, eu decidi montar uma pequena plataforma que demonstra esse conceito. A ideia é usar apenas blockchain e HTML standalone para criar um sistema de troca de pokémons, sem qualquer infraestrutura adicional.

Segurança e Transparência

No meu exemplo, criei dois "jogadores" independentes, cada um com sua própria carteira de blockchain. Sim, eu sei que não é ideal armazenar chaves privadas em um arquivo HTML aberto, mas isso era apenas uma demonstração. Cada jogador tem seu próprio saldo em "pokecoins" e um número de pokémons em sua posse.

O Processo de Troca

Quando o Player 1 quer vender um Charmander por 2.000 pokecoins, uma transação é criada e enviada à rede blockchain. O Player 2, então, pode ver essa oferta em um "book" de pokémons disponíveis para compra. Se ele decidir comprar, uma nova transação é criada e, em questão de segundos (graças ao tempo de mineração do Ethereum), o Charmander é transferido de uma carteira para outra.

As Implicações Mais Amplas

Agora, você pode estar se perguntando: "Por que eu me importaria com a troca de pokémons?" A beleza disso é que o mesmo princípio pode ser aplicado a muitas outras coisas, como venda de ingressos para eventos. Pense em como a tecnologia blockchain poderia eliminar a falsificação de ingressos, por exemplo.

Conclusão

Para aqueles que estão interessados, eu disponibilizei todo o código em meu GitHub. Há uma série de exemplos bem documentados lá para você começar seu próprio projeto de blockchain.

O futuro é empolgante, e estou ansioso para ver como as tecnologias emergentes como blockchain vão continuar a transformar as pequenas e grandes partes das nossas vidas.


Transcrição

Vamos dar para vocês, rapidamente o tempo está acabando. Num dos workshops que a gente estava fazendo no Blockchain Center, que é uma...O Blockchain Center é um agregador de pessoas e iniciativas voltadas para o Blockchain aqui no Brasil. Numa de workshops eu peguei e montei uma pequena plataforma.Por quê? Muita gente fala nos eventos, ah, o problema que o Blockchain tem que resolver é da bolsa. O problema que o cara tem que resolver é do... sei lá, transportar o dinheiro.O outro problema que tem que resolver é ações, é transporte, é conciliar conta bancária. Eu queria ficar se falando, cara, tem um problema muito maior para se resolver.Como que eu troco meus pokémons com outra pessoa? Pois isso é sério para caramba. Ninguém consegue hoje ainda trocar pokémons com os outros.Então, está de brincadeira, gente, que eu vou montar uma plataforma para demonstrar como que isso poderia acontecer utilizando somente blockchain e um HTML standalone sem infraestrutura.Zero infraestrutura. Obrigado.Obrigado. Então, vamos lá. Esses dois arquivinhos aqui são dois arquivinhos independentes. Eles são o meu player 1 e o meu player 2.Eu sei que é feio fazer isso com hardcoded, colocar uma chave privada dentro de um arquivo HTML aberto, mas para ato de demonstração não tem problema.Então, imagina assim, essa seed de cada um deles gera chave privada e a partir da chave privada gera um endereço de wallet.Isso eu coloquei lá dentro, inclusive porque esse código eu disponibilizei no meu GitHub para que as pessoas possam utilizar ele justamente para dar start nas suas plataformas.Então, tem um monte de exemplos lá bem documentados de como o negócio funciona. Então, eu consigo ver o balanço.Eu consigo ver o balanço. Meu player 1 tem lá 4.900 pokecoins, o outro tem 5.100, um tem dois pokémons, o outro tem dois também.Então, se o player 1 quisesse vender, por exemplo, o Charmander por duas mil pokecoins, ele coloca a venda e isso me gera um código de transação.Essa transação, ela cai na rede do blockchain e ela vai esperar lá a tal da mineração.No blockchain do Ethereum, isso acontece a cada 15 segundos mais ou menos. Vocês podem ver que ela já entrou no book, ela está no mercado ativo já.Se eu coloquei esse pokemon à venda, o máximo que eu posso fazer é tirar da venda. E para o player 2, isso aparece no book de pokemons disponíveis para ele comprar.Caso o cara se interesse e fala, pô, então Charmander lá, 557, todo mundo sabe que isso é fraco pra caramba, ele deve ser, sei lá, nível 18, 19.E o cara quer comprar esse pokemon, ele vai fazer o mesmo processo, vai clicar lá no comprar, ele vai gerar uma transação, isso vai para o blockchain, em alguns segundos essa transação vai acontecer.E esse pokemon vai ser transferido de um lado para o outro. Vocês podem ver que deu baixo no balanço, aumentou o número de pokemons e esse Charmander agora é do player 2.O que é muito legal é que se eu criar uma wallet mobile, se tiver no meu celular essa wallet, o pokemon é meu, tá?Pensa isso para venda de ingressos, para eventos. Aquele lance de falsificação de ingressos que acontece o tempo todo, você vender um ingresso na sua plataforma para uma pessoa, o ingresso é dela.Se ela quiser trocar esse ingresso com outra pessoa, vender, doar, ela faz o que quiser, o ingresso é dela, está com ela, tá?Porque ela tem o ingresso, e quem garante que ela tem o ingresso? A criptografia, essa criptografia ultra forte que os blockchain provêm.